vapor

Qual a diferença entre produção de vapor e pressão de trabalho em uma caldeira, a Boiler Company do Brasil esclarece.

Qual a diferença entre produção de vapor e pressão de trabalho em uma caldeira, a Boiler
Company do Brasil esclarece.

O vapor de uma caldeira industrial, pode ser gerado em diversas pressões de trabalho. É comum que se confunda a pressão de trabalho de uma caldeira com a produção de vapor da mesma. A produção de vapor é a capacidade que uma caldeira possui em transformar água em vapor, todavia a pressão de trabalho é a pressão em que o vapor é gerado.

A unidade de produção de vapor é dada em toneladas por hora (ton/h) ,e a unidade da pressão de trabalho é dada em quilograma força por centímetro quadrado (Kgf/cm2)

A confusão entre o conceito de pressão trabalho (Kgf/cm2) e produção de vapor (ton/h) se da pelo fato de que uma caldeira trabalhando abaixo da sua capacidade de produção de vapor
terá uma perda de pressão de trabalho.

Vamos dar alguns exemplos para um melhor entendimento estes dois conceitos:

Vamos supor que tenhamos uma caixa de água com uma capacidade de enchimento de 1000 litros. Como cada litro de água pesa 1 quilo a caixa de água cheia pesará 1000 quilos, ou seja uma tonelada (1ton).

Uma caldeira com capacidade de geração de vapor de 1ton/h é aquela que no período de uma hora faz com que toda a água que estava na caixa de água se transforme em vapor.

Vamos supor que a nossa caixa de água esteja elevada em relação ao solo em 10 metros (10m). Se conectarmos um cano de água da caixa de água até o solo e colocarmos um manômetro (instrumento de mede pressão) junto ao solo o mesmo vai indicar uma pressão de 1,0 Kgf/cm2; se a caixa estiver a uma altura de 20 metros o manômetro irá indicar uma pressão de 2,0 Kgf/cm2; se estiver a 30 metros de altura teremos uma pressão de 3,0 Kgf/cm2 e assim sucessivamente.

Fazendo uma comparação entre a caldeira e a caixa de água a produção de vapor da caldeira é equivalente a capacidade de armazenamento da caixa, no caso 1ton e a pressão de trabalho
depende da altura em que a caixa está posicionada, quanto mais alta maior a pressão, porém a capacidade será sempre a mesma.

Imaginemos que possuímos uma bomba de água que seja capaz de encher a caixa no período de uma hora, logo a bomba conseguirá repor na caixa 1 ton/h.

Se instalarmos um chuveiro no cano da nossa caixa de água, que gaste 200 litros por hora, e a bomba para repor a água estiver ligada a pressão no chuveiro se manterá constante, porém se instalarmos 6 chuveiros estes vão consumir 1200 litros de água por hora e a nossa caixa só pode fornecer 1000 litros.

Neste caso a caixa irá esvaziar, apesar da bomba de reposição de água estar ligada, e a pressão da água nos chuveiros irá cair, porque estamos retirando da caixa um volume superior ao que ela pode fornecer.

Aparentemente estará faltando pressão nos chuveiros, mas na realidade está faltando produção (volume de água).

O exemplo que acabamos de descrever ilustra o que ocorre nas caldeiras industrias quando a pressão de trabalho cai, ou seja, a queda de pressão ocorre por falta de capacidade produtiva.

3 respostas

Trackbacks & Pingbacks

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *